BLOG MEU IDEAL

Tudo o que você precisa saber sobre Marketing de Relacionamento e todos os seus segredos.

PJ ou CLT? Saiba qual a forma ideal de trabalho para você

PJ ou CLT?

PJ ou CLT? Essa é a dúvida que muitas pessoas enfrentam na hora da escolha de um emprego. Existem diversas diversas vantagens em cada uma das áreas. Por isso descubra conosco quais pontos colocar na balança e ter uma escolha mais assertiva e vantajosa.

A maioria das pessoas, quando está à procura de um emprego, busca encontrar um que ofereça a vantagens como uma boa remuneração, benefícios, possibilidades de crescimento, sem falar na vontade de trabalhar com algo que goste.

Outros fatores muito procurados são: a flexibilidade no horário de trabalho, ser o seu próprio chefe e trabalhar onde e como quiser.

Esses itens podem ser atendidos pelos modelos de trabalho PJ ou CLT. Porém, é importante saber que um modelo não enquadra todos os benefícios e pode apresentar certas desvantagens.

Por esse motivo então é que surge a interminável batalha “CLT versus PJ”. Precisamos considerar que as duas áreas oferecem vantagens bem atrativas.

Mas, para escolher qual é a melhor precisamos nos aprofundar nesses conceitos, estudar um pouco mais e depois tirarmos as nossas conclusões.

Com esse propósito, vamos apresentar no conteúdo quais são os significados e contextos em torno dessas áreas.

CTA 11 PASSOS PARA O SUCESSO

Assim sendo, confira os tópicos a seguir:

  • Qual a diferença entre PJ e CLT?
  • Como funciona a mudança de CLT para PJ?
  • CLT versus PJ

Qual a diferença entre PJ e CLT?

Mas afinal, qual escolher: PJ ou CLT? Para tomar essa decisão, a primeira coisa a se fazer é saber qual o significado dos dois e então compará-los e estabelecer as suas diferenças.

 

CLT

Consolidação das Leis do Trabalho (CLT),é quando um funcionário tem a sua carteira de trabalho assinada.

O mesmo precisa cumprir com diversas obrigações desde seguir uma rotina de trabalho fixa, com o registro e fim da jornada de trabalho, mas obtêm o direito de usufruir de um horário para refeição e descanso.

O funcionário poderá contar ainda com outros benefícios como:

  • Vale transporte;
  • Vale alimentação;
  • Férias remuneradas;
  • Licença maternidade;
  • Décimo terceiro salário;
  • INSS (Instituto Nacional do Seguro Social);
  • Recolhimento do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Mesmo tendo esses benefícios, existe um contraponto o salário registrado na carteira do funcionário não será o mesmo que ele realmente receberá.

Isso porque o imposto de renda, INSS, e em alguns casos os vale transporte e alimentação, são descontados do valor que a pessoa recebe. Então, basicamente, ¼ do valor registrado na carteira é descontado.

PJ

Já PJ significa pessoa jurídica. A mesma não possui vínculo algum com a empresa que a contrata, então o salário não sofre descontos.

Em contrapartida, ela não recebe nenhum dos benefícios da CLT. Outro fator é que como não existe uma carteira de trabalho para documentar esse tipo de trabalho, o que é utilizado é um contrato de prestação de serviços.

No mesmo, é necessário a estipulação de um determinado período para o PJ realizar o seu trabalho.Terminado o período de contrato a desvinculação com a empresa precisa ser feita. Por isso, esse profissional precisa estar preparado para atender não só uma, mas diversas empresas.

Sendo assim, é possível considerar que os maiores benefícios dessa área serão a liberdade, poder ser o “seu próprio chefe” e a flexibilidade no horário de trabalho.

Como é a mudança de CLT para PJ?

CLT

Depois de analisar os atributos de cada uma das áreas, muitas pessoas pensam em fazer a transição do CLT para o PJ, ou vice versa.

Mesmo com todos os benefícios de realizar um trabalho como PJ, diversas vezes elas tem receio, justamente por conta do CLT ser um formato de trabalho do qual já conhecem e estão acostumados.

Para deixar um pouco mais claro, é como a pessoa ter visto seus pais e avós sempre trabalhando com a carteira assinada, então sente uma segurança maior ao trabalhar dessa maneira.

Além dessa visão por parte de alguns, existe ainda o fato do trabalho com vínculo empregatício oferecer uma certa estabilidade, não pelos benefícios, mas também pela segurança de poder permanecer trabalhando e não ter que ir procurar outro trabalho assim que um contrato acabar.

Normalmente, é nesse momento que volta aquela dúvida insistente de escolher entre PJ ou CLT. Mas para acabar com essa dúvida, o ideal é vislumbrar todas as situações que os mesmos podem te oferecer.

A transição

Quando a pessoa opta por deixar de ser CLT e virar PJ, ocorrem algumas situações nesse processo. Então, iremos esclarecer toda a parte que se refere ao funcionamento dessa transição e os fatos que precisam de uma maior atenção.

CTA 11 PASSOS PARA O SUCESSO

 

Retorno financeiro

No processo de transição nos deparamos com a espera. Portanto, caso você busque fazer essa mudança já saiba que para os seus lucros começarem a aparecer, ou então até mesmo para conseguir clientes, esse decorrer pode ser gradual e algumas vezes demorar um pouco.

Em contrapartida, no intuito de se estabilizar em um trabalho é necessário o cumprimento de diversas etapas e objetivos.

 

Investimento

Outro fator da mudança de CLT para PJ é a necessidade, na maioria das vezes, de um investimento inicial. Muitas vezes esse investimento pode ser alto e demorar para gerar retorno, pois como vimos uma das etapas dessa transição é a espera.

Caso você faça um bom planejamento e consiga aplicar a sua verba em coisas que gerem crescimento, esse investimento será um valor pequeno em relação aos seus lucros.

 

MEI

Não podemos nos esquecer também que para ser um PJ a “abertura de uma empresa” é necessária.

Então, para isso existe um portal chamado MEI, onde o microempreendedor consegue abrir a mesma tirar um tipo de cidadania empresarial e assim já ter CNPJ, direitos e benefícios.

Por isso no intuito de ter uma maior organização do seu negócio, é interessante se cadastrar no mesmo.

 

CLT versus PJ

Depois de ter entendido um pouco mais como funciona cada uma dessas áreas e seus desdobramentos, é proveitoso fazer um apurado dos seus principais benefícios e comparar os dois modelos de trabalho.

Para te auxiliar nessa escolha, separamos os benefícios e desvantagens de cada formato de trabalho.

 

CLT

Vantagens:

  • Férias;
  • Vale transporte;
  • Garantia de um salário fixo mensal;
  • INSS;
  • FGTS.

Desvantagens:

  • Custos elevados para as empresas manter o profissional em relação aos autônomos;
  • Rotina de trabalho fixa (sem muita liberdade para alterações quando preciso);
  • Não tem muita liberdade para alterar as atividades.

 PJ

Vantagens:

  • Flexibilidade na rotina;
  • Liberdade;
  • A pessoa pode trabalhar em casa;
  • Algumas vezes pode ganhar mais que um CLT, pois a empresa contratante não precisa gastar com impostos que um funcionário gera.

Desvantagens:

  • Ausência dos benefícios da CLT;
  • Instabilidade financeira;
  • Despesas contábeis (pagamento de tributos, possível necessidade de contratação de um contador).

 

A escolha: PJ ou CLT?

Após comparar os benefícios dos dois modelos, veja se eles compensam as possíveis desvantagens geradas e liste quais seriam as suas necessidades principais.

Pois, em vista das suas carências, será possível descobrir qual das áreas cobrirá as mesmas e oferecerá mais suporte.

Por isso, procure fazer um orçamento onde tenha como colocar todos os lucros e despesas viáveis e compare os do PJ com o CLT.

Após fazer todos esses procedimentos você saberá qual é a área mais rentável e beneficente para a sua carreira.

CTA 11 PASSOS PARA O SUCESSO
Equipe Meu Ideal

    Deixe uma resposta

    WhatsApp chat